História

A História da Fiocruz Mato Grosso do Sul

Nos últimos anos o governo federal vem desenvolvendo uma política de expansão e regionalização das atividades de ciência, tecnologia & inovação e de outros eixos estratégicos, com vistas ao fortalecimento da capacidade de intervenção do Estado aliada a uma política de redução das desigualdades regionais. Essa política impulsionou a Fiocruz como órgão vinculado ao Ministério da Saúde e principal instituição de ciência e tecnologia em saúde do país a desempenhar papel central na formulação e na implementação de estratégias para operacionalizar tal política.

Diante deste fato, uma delegação composta por autoridades do Estado visitou a Fiocruz/RJ, no dia 15 de outubro de 2007, para expressar o interesse em sediar uma das novas unidades regionais da instituição. Dessa delegação participaram o governador e a secretária de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli e Beatriz Dobashi, respectivamente, o prefeito, secretário municipal de saúde e presidente da Câmara de Vereadores de Campo Grande. Também participaram o coordenador da bancada parlamentar federal, deputado Geraldo Resende e a reitora da UFMS, Célia Oliveira, além dos professores egressos do curso de doutorado em Medicina Tropical da Fiocruz, Márcia Dal Fabbro e Rivaldo Venâncio da Cunha.

 

Placa de Inauguração
Placa de Inauguração da Sede. (Foto: Thiago Fernandes de Oliveira)

No período de 9 a 11 de março de 2008, foi realizado em Bonito o primeiro seminário da Fiocruz/MS com os representantes de instituições de ensino, pesquisa e de gestão do Sistema Único de Saúde da Região Centro-Oeste. Na ocasião, contou-se com a participação de gestores e técnicos da Fiocruz/RJ, SES/MS (Escola de Saúde Pública, Escola Técnica do SUS e outros), Universidades da Região Centro-Oeste (Federal do Mato Grosso do Sul, Federal do Mato Grosso, Federal de Goiás e Estadual do Mato Grosso do Sul, Uniderp/Anhanguera) e Secretarias Municipais de Saúde (Campo Grande e Corumbá).

Os principais objetivos do encontro foram discutir a importância da nova unidade e conjugar a vocação da Fiocruz nas áreas de pesquisa, ensino, serviços de referência e produção de insumos para a saúde na solução de problemas regionais, se inserindo de forma a estabelecer e fortalecer as parcerias já existentes. O encontro também definiu os principais temas que deveriam ser priorizados pela Fiocruz em Mato Grosso do Sul: “Meio Ambiente, Saúde e Agronegócios”, “Saúde nas Fronteiras”, “Saúde Indígena”, “Doenças e Agravos mais Relevantes na Região Centro-Oeste” e “Formação Cerrado e Pantanal”.

O Plano Diretor do Campus Fiocruz Mato Grosso do Sul prevê sua implantação em etapas, associadas à disponibilidade do terreno, ao desembolso orçamentário e a previsão de implantação das atividades previstas, assumindo assim, um compromisso de sustentabilidade econômica, social e ambiental.

A Etapa I que consistiu na construção do prédio de escritórioadministrativo e área de apoio foi finalizada em Novembro de 2011 e inaugurada oficialmente em 08 de Dezembro de 2011.